9 de junho de 2008

O inferno não existe!


O inferno não existe! Estou definitivamente convicto disso. Sei que estou mexendo em formigueiro, afinal, fomos ‘adestrados’ a nunca questionar dogmas. Quem questiona dogma tem um destino certo, a fogueira. Mas minha alma não teme. Ela sabe que não precisa temer o fogo, seja ele o que for, pois das cinzas ela renasce livre e forte. E por não temer, digo que é muito difícil acreditar que Deus preparou um lugar de sofrimento eterno para todos aqueles que não o aceitou como Senhor de suas vidas – ou se preferirem, que Ele não escolheu para morar no Céu.

O inferno não existe! Pelo menos não no sentido mais utilizado desta palavra. Creio que o inferno descrito em Apocalipse 20.15 é um lugar da inexistência, o relato bíblico nos fala que “aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo”, que é “a segunda morte (Ap 20.14)”. Se na primeira morte deixamos de viver, na segunda, deixamos de existir. Bem, pelo menos é assim que penso. Apoio-me também naquelas palavras de Paulo em Atos 18.28 que diz: “pois nele (Deus) vivemos, e nos movemos, e existimos...”. Paulo está dizendo que Deus é o lugar de nossa existência. Fora Dele nada existe. Quando olhamos a história da humanidade o que observamos é a luta do homem pela independência. É só lembrar que a ambição de Adão e Eva era de ser ‘como deuses’, numa linguagem bem popular ‘donos de seu próprio nariz’. Então, se Deus é o lugar de existência, quando nos distanciamos Dele deveríamos deixar de existir. Se existimos, estamos em Deus, pois como sabemos o ser humano não tem condição de se sustentar sozinho. Aí entra a questão. Se quisermos ficar longe de Deus, estamos pedindo pra deixar de existir. Acredito que a misericórdia de Deus até aí age. Visto que dá a sua criatura aquilo que ela pede: A inexistência. A tristeza de Deus é que Ele nos criou para termos vida em abundancia e desfrutarmos dela com Ele.

Em resumo o que afirmo é: As almas não-salvas deixarão de existir em algum momento após a morte. Serão excluídas da presença e da comunhão de Deus, visto que o rejeitaram em seus corações. Como falei, uma vida sem Deus e sem a sua graça é uma não vida, ou seja, uma não existência.

Esse meu questionamento surgiu quando escrevia um trabalho acadêmico, nele eu abordava a questão do sofrimento humano. Lembro que no meio do trabalho fui tomado por algumas dúvidas existências: “Será que Deus castigue com sofrimentos eternos pecados que foram cometidos no tempo? Será que o sofrimento humano nunca terá fim?”, até escrevi um texto sobre isso, no qual transcrevo uma pequena parte dele, “É difícil pra eu afirmar que Deus antes da fundação do mundo planejou criar seres humanos com o propósito de que nascessem, vivessem numa vida miserável e por fim de sua vida queimasse eternamente no inferno.” . Sofrimento eterno á pecados cometidos no tempo, seria – ao meu ver – dar demasiada onipotência ao mal, em outras palavras, seria o mesmo que dizer que a Queda teve um impacto maior na humanidade do que a Redenção propiciada por Cristo [Leia Romanos 5.15-21].

Aqui nesse parágrafo gostaria de acrescentar mais dois outros versículos. O primeiro está em Mateus 25. 46, que diz: “E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna”. A palavra usada aqui para classificar ‘eterno’ é a palavra grega ‘aionios’ que significa “que pertence à era porvir”. E segundo o filologista Basil Atkinson, "Quando o adjetivo aionios significando ‘eterno’ é usado no grego juntamente com substantivos de ação, ele se refere ao resultado da ação, não ao processo. Assim a expressão ‘castigo eterno’ é comparável a ‘redenção eterna’ e a ‘salvação eterna’”, sendo assim “os que se perdem não passarão eternamente por um processo de castigo mas serão punidos uma vez por todas com resultados eternos”. O outro versículo está em 2 Tessalonicenses 1.9, onde Paulo explica o significado de “sofrerão penalidade de eterna (aionios) destruição” adicionando “banidos da face do Senhor”. Banir é uma expressão que denota exclusão. O castigo eterno que o homem recebe é de ser excluído da presença de Deus. Como percebe, voltamos do ponto que partimos.

Como se percebe, esse texto está distante de ser uma tese (Nem tenho cacife pra isso). Os próprios versículos mencionados em defesa desta idéia estão longe do ideal acadêmico, visto que não procuro fazer nenhum estudo exaustivo. Também não quero levar os leitores à exaustão. A letra pode acabar matando a paciência destes. Nem tampouco procuro defender com “unhas e dentes”, procuro apenas afirmar o que acredita meu coração. Então, estou apenas seguindo a receita médica. Breno faça exercícios – disse o médico. Pratico aqui o exercício favorito dos teólogos, a especulação. Digo isso, por que a Bíblia não nos diz muita coisa a respeito do inferno, a não ser fazendo uso de linguagem metafórica ou alegórica. Assim deixo no campo da especulação porque nunca estive e nem quero estar no inferno só pra confirmar uma idéia. Mas não é de admirar que o inferno ‘sem fim’ seja tão defendido pela cristandade. Praticamente toda teologia foi construída em cima dele. É o medo do inferno que levam muitos a Cristo. Tão importante é essa idéia de inferno que Tomás de Aquino afirmou que a visão do inferno faz parte da bem-aventurança de Deus e dos salvos, no Céu. É muito mais fácil de obter o controle da alma do povo com o medo do que com o amor, concorda comigo? Mas seguir a Jesus por medo do inferno só revela uma coisa: A nossa total falta de amor por Ele. Queridos, com Cristo até o inferno transformasse em céu, isso porque céu é a Sua presença. O nosso estimulo para andar com Cristo deve ser por amor e somente por amor. E só vai para o inferno quem realmente queira no final. Afinal o sacrifício de Cristo é suficiente para salvar a todos.

Hoje, não consigo pensar no inferno como um tempo sem fim. Mas entendo quem pensa diferente, pois nós, criaturas condicionadas ao tempo, a única realidade que conhecemos é o momento, não conhecemos o não-momento ou o tempo além-do-tempo. A visão humana de tempo é cronológica, partindo dela é inevitável enxergar o inferno como um lugar de sofrimento e torturas infindáveis – digo ‘lugar’ porque tempo demanda espaço. Mas para acreditar num inferno deste é preciso pensar em Deus como sádico e não como amor. Não estou querendo dar demasiada ênfase ao amor divino, deixando de lado os outros atributos. Sei que Deus é Amor, mas também é Justiça, é Santidade... E as suas misericórdias duram para sempre (SL 106:1). Mas o que estou escrevendo aqui é a compreensão que tenho de Jesus e do Seu Evangelho. O Evangelho me diz que a Graça, Misericórdia e o Amor superam tudo.

Finalizando. Acho que é valido relatar um fato que aconteceu comigo para melhora ilustrar essa questão da eternidade. Lembro que tempos atrás fui embebido por um sentimento que mexeu em todo o meu ser. Esse sentimento levava-me a angustia muitas das vezes. Uma angustia na alma que parecia não ter fim. O sentimento em si era algo bom, a própria angustia devido a esse sentimento tornava-se boa. Como estou falando de ‘paixão’, sabemos que não é um sentimento pra se viver à vida toda. E bom enquanto dura. Se começa a durar muito se torna algo terrível, como Vinicius de Moraes sugeriu “que seja infinito enquanto dure”, mas que não seja infinito de “imortal, posto que é chama”. Estou contando essa experiência, pois foi nela que minha visão de eternidade veio a mudar. Deixei de ver a eternidade como ‘algo sem fim’ para algo ‘com o fim nele mesmo’, posto que experimentei um pouco do que poderia chamar de eternidade, embora mergulhado no tempo. Senti na alma algo que parecia não ter fim, enquanto que na realidade do tempo durou apenas um momento. Se for para pensar no inferno, pensemos deste jeito. Longe de catalogá-los na realidade tempo-espaço. Assim pode-se dizer que será rápido em relação ao tempo e eterno em relação à eternidade e mais, como o inferno acontece no não-tempo a sua natureza é de origem existencial.

Concluindo. Minha esperança é: Haverá um momento que o sofrimento humano acabará. Tanto para o Trigo quanto para o Joio. O mal será extinto da face da Terra (física) e do Céu (metafísica). Afinal, escatologia é isso, fim de algumas coisas e o começo de muitas outras.

23 comentários:

carlos disse...

Hoje penso exatamente como o exto descrito.
O inferno será a não oportunidade de comtemplar a face do Senhor Jeus.
E o que vai acontecer aquele que não o aceitou ou cometeu barbaridades com consciencia e não por um tipo de transtorno mental esse morrerá em definitivo como a morte dos animais!!

Jairson Pinto, Sr. disse...

Um recado para o Breno Alonso e para todos que acreditam que o Inferno não existe: Vocês precisam ler o ebook "O Grande Trono Branco" que Deus me deu o previlégio de escrever. Estará disponível para download até o final deste mês de Maio.

Anônimo disse...

Olá Breno, parabéns...essa crensa é contra o princípio de justiça de Deus. Alguns se apegam em textos que possuem dupla interpretação ou que não tem nada a ver com o contexto, para afirmar a existencia desse tal de inferno. Em Mateus 10:28 diz que tanto a alma como o corpo (o contexto nos mostra que o corpo mensionado por Jesus era aquele dos apóstolos a qual eles temiam que alguém matasse)iriam perecer no inferno. A palavra perecer significa: acabar, deixar de existir, morrer. Não quer dizer sofrer. Com isso, concluímos que o inferno é um lugar de destruição eterna e não de sofrimento como muitos creem. Nesse versículo podemos observar algo interessante: o corpo que é matéria também vai para o inferno que é um plano espiritual...como mpode ser isso ??

Anônimo disse...

HOLA....EU ACHO MESMO QUE QUEM NÃO SE SALVAR VAI SIMPLESMENTE MORRER,OU PAGAR PELO SEUS ATOS....MAS DEPOIS DE PAGA A SETENÇA,ENTÃO A PESSOA SERÁ DESTRUÍDA...O AMOR DE DEUS NÃO PERMITE QUE ALGUEM QUEIME NO INFERNO ETERNAMENTE....ISSO NÃO É JUSTIÇA E TÃO POUCO AMOR....SE EU QUE SOU SER HUMANO TENHO ESSE SENTIMENTO IMAGINA DEUS,,,O AMOR DE DEUS NÓS NÃO PODEMOS QUESTIONAR É UM AMOR IMENSO.....JAMAIISS JAMAIS DEUS PERMITIRIA TAL COISA,A PONTO DE ALGUEM SOFRER ETERNAMENTE..NÃOO....EU SÓ NÃO ENTENDO PORQUE A BIBLIA FALA DE COISAS TÃO HORRIVEIS A RESPEITO DO INFERNO...MAS APESAR D TUDO EU NÃO POSSO ACREDITAR QUE DEUS SERIA CAPAZ DE DEIXAR ALGUEM SOFRENDO ETERNAMENTE....SABE PORQUE??PORQUE DEUS É UNICA E EXCLUSIVAMENTE AMOR...

Josue isaac da silva disse...

INFERNO FOI INVENTADO PELO DIABO PRA DESFAZER DA DOUTRINA E DA FÉ DA RRESSURREIÇÃO POIS SENDO IMORTAL LOGO PRA QUE SERVE A RRESSURREIÇÃO

Anônimo disse...

O mal não existe, ou seja é uma sombra irreal. Com a evolução por trabalho próprio do espirito, Ele (Espirito Santo) se despe do mal.

Rex disse...

O mal não existe, ou seja é uma sombra irreal. Com a evolução por trabalho próprio do espirito, Ele (Espirito Santo) se despe do mal.

Rex disse...

A ação do mal pode até existir como sabemos que existe, temos aí como exemplo o caso do goleiro Bruno, mas, todo esse "leite derramado" será como um novelo de nós a ser desemaranhado em atendimento a lógica vetorial do Universo (sempre para frente, jamais insistindo na afirmação do erro como verdade), visto que a verdade é como uma equação para ser desemanharada e o resultado imposto como verdade. Acontece que nesse tempo de solução o sofrimento se faz presença. Por isso eu imagino que a terceira lei do Divino não é só perdoar, mas sim, aliviar a minha dor, até que o nó seja desatado para a justificação da verdade. O problema é que nós não temos o feeling desse tempo e ficamos ansiosos pelo desfeixo da situação.

Rex disse...

Digo Desfecho. Nunca escreva com correria.

Anônimo disse...

Grande afirmação...Um explanação sincera sobre um DOGMA cristão! Tive alguns estudos sobre a questão da etimologia de certas palavras que falam acerca do inferno,mandamentos,etc e já algum tempo vinha tendo semelhante opinião! Como vc fala "Então, se Deus é o lugar de existência, quando nos distanciamos Dele deveríamos deixar de existir" me lembro dum certo versículo: "Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos; Atos 17:28a".Parabéns!!

Anônimo disse...

o bem eo mal esta dentro da nossa mente

jorginho disse...

o bem eo mal esta dentro da nosa mente

Anônimo disse...

olá amigo ,acho que você cometeu um pequeno errinho sobre as escrituras,dizendo que inferno de sofrimento eterno é um dogma,NÃO É,
ME MOSTRE NA BIBLIA ,QUANDO JESUS OU O APOSTOLO PAULO DISSE SOBRE INFERNO,NÃO TEM!!!!,EM APOCALIPSE FOI TRADUZIDO MUITA COISA ERRADA ENTRE ELAS A PALAVRA INFERNO,CREIO QUE VC ESTÁ NO CAMINHO~,LEMBRE-SE "O POVO DE DEUS PERECE POR FALTA DE CONHECIMENTO " COMO DIZ UM AMIGO MEU:"Perder a salvação, sofrer “conforme as suas obras” e receber a morte e o esquecimento eterno é a maior punição que Deus pode dar a alguém. Sadismo é se deleitar na dor prolongada de alguém. Deus não se deleita nem mesmo no ato da morte quanto mais na contemplação eterna de alguém em infinitas agonias. Graças a Deus que sua Palavra nos informa: “não tenho prazer na morte do que morre” mesmo que seja ímpio. A extinção é a pena máxima.
Graças a Deus pois Ele é amor!

Anônimo disse...

Ola querido ! Sua postagem é muito boa , Rob bell diz em seu livro repintando a igreja que a Igreja precisa converter os cristãos ! E Cs LEWis Recomendaria uma outra religião por que o Cristianismo não é confortavél . Exatamente por pressupostos e idéias , somos enganados por que não olhamos com a lupa da hermenêutica e várias outros aspetos . Sempre acredito no que você colocou mas adquiri isso com tempo por ser enganado pela igreja , por que a graça de Deus é escandalosa e não á como pensar num Deus que cria e manda pro fogo , A cabana ( Livro ) faz nos refletir muito sobre isso ! Mas vou dar uma apimentada no seu tópico . Deus Diz que Jesus julgaria , mas logo após capítulos depois no evangelho de João , nem Jesus julga , palavras dele mesmo ! Ou seja ele tirou o time de campo . Paulo na carta aos Corintios diz que nossos valores serão passados ao fogo perante aquele dia ! Então me coloco a pensar .
Nós mesmos vamos nos julgar , e o inferno será olhar dentro de um não tempo o que cada um construíu dentro do tempo , a agonia de olhar e ver o que eu poderia ter sido , será meu própio inferno ! Mas ainda sim a graça me suprirá ! ´´É Dificil pensar num Deus que cria uma história por meio que são nossas vidas elimine essas histórias , não faz sentido , se como você colocou este é um Deus de Amor , Eliminar ainda é coisa de Deus platónico ! Acredito que o Amor de Deus seja um oceano ,sob uma esponja que aborsorve o seu amor ! Parabéns mano !

Anônimo disse...

Bem..a Biblia não fala de inferno de fogo, isso não existe na biblia, mais fala de lago de fogo..Em apocalipse 20:14 fala que a morte e o inferno forom lançados no lago de fogo....Lago de fogo é simbolo de destruição, sem retorno, ou seja deixa de existir, por isso que o lago de fogo foi usado como simbolo da segunda morte, não tem mais retorno para a vida, quando fala que a morte e o inferno vão ser lançados no lago de fogo é que tanto a morte como o inferno que é a sepultura comum da humanidade não vão existir mais....Existe dois testos que eu posso provar que o fogo na biblia significa destruição ou seja fim de tudo.. em Judas 7 fala que sodoma e gomorra tiveram a punição do fogo eterno, sabemos que sodoma e gomorra não estão queimando ainda, poren foi eterno o resuldado do fogo destruida para sempre, sodoma e gomorra jamais foi recontruida...outro testo é Mateus 6:30 ali Jesus fala dos lírios, que nem Salomão com toda sua gloria se vistia igual os lírios que hoje nacem e amanha são queimada no forno ou fogo, sabemos muito bem que quando um lirio nace ele não pega fogo do nada, isso é simbolico, mostrando que aquele lirio não duraria muito tempo porque iria morrer e não naceria mais....A palavra Inferno vem do latin Infernus que significa sepultura no portugues ou cova...como foi falado em todos os comentarios sobre tormento eterno, eu queria deixar o meu....A Biblia sim fala de tormento eterno, isso significa a eternidade da situação que morreram, em tormento....qualquer um sabendo que vai morrer fica em tormento, quando a morte se concretisa o estado de tormento que ela estava se eterniza com a morte visto que a situação de tormento não vai mais mudar para aquela pessoa porque morreu...... agora quem acredita em tormento eterno não passa de um terrorista que adora um deus terrorista sem amor sem compaixão sem nada, Um Deus sabio como o da Biblia que se diz amoroso seria incapaz de tal coisa, para ele o fim da vida é o mais justo das punições, e é isso que a biblia ensina, Daniel falou na bilbia no capitolo 12, que não era todos que iriam entender a biblia, e é isso o que acontece o hoje ...as pessoas interpletam a biblia visto que temos que entendela e não interpletar....

Lucas Gabriel disse...

Cara você vai para as profundesas do inferno. fica nessa pensando que o inferno não existe. rsrsrsrs!

FOTOS disse...

LUCAS, SE VC ACREDITAMESMO EM INFERNO, ALÉM DE BOBO, VC ESTÁ BLASFEMANDO CONTRA DEUS DE AMOR

Anônimo disse...

pensem bem se Deus é amor não seria justo torturar alguem eternamente por causa de 20 30 ou 40 anos ou mais por causa de vicios ou pecados sem contar que mihoes de pessoas morrerão sem conhecer a Jesus cristo e o evangelho, com exempo os indios brasileiros e americanos que viverão antes de colombo e pedro alvares descobrirem a america. Jesus nunca quer ninguem sendo queimado,

Roberto disse...

Olá Breno! em apocalipse cap20 no verso 10 a Bíblia é muito clara quanto a questão da eternidade do sofrimento do ser humano, pois ele é bem taxativo quando declara que o diabo o monstro e o falso profeta serão atormentados para sempre e dia e de noite no fogo eterno, então concluímos que há um preço eterno por não aceitarmos ou então sermos um escolhido de Deus!

Só pra você entender, que a eternidade do sofrimento dos não salvos está relacionado ao fato de, na criação sermos feitos a imagem e semelhança de Deus, ou seja, o nosso espirito é eterno como o do nosso Criador, constatamos então que esse sofrimento não está relacionado ao amor de Deus, e sim a eternidade do nosso espirito que é imortal, daí vem o sofrimento eterno.

Alexsandro199622 disse...

Concordo plenamente com o fato de que o inferno não existe. Só para adicionar, Alma e/ou Hespírito eternos são Mitso, pois só existimos pela força (poder) de Deus, ou seja, sem essa força simplesmente deixamos de existir. Nossa vida é como a chama de uma vela, quando a chama que se sustenta do material se apaga, ela não vai pra lugar algum, apenas "some".

Anônimo disse...

Não somos a chama de uma vela. Somos a propria e iluminamos o nosso caminho com nossos atos. Aqueles que estão conosco, de todas as formas, etereas, intocáveis, brilhantes,muito muito brilhantes, fazem parte dos incontáveis seres que Deus criou e porque não dizer, continua criando.
O ser humano não é, nem de longe, a beldade do universo. Ledo engano, acreditar que tudo foi criado para esse ser tão decadente, inconsequente, promiscuo,arrogante,orgulhoso(e eu me incluo, antes que me joguem uma pedra), que isto tudo tenha sido construído para seu deleite e que bastasse apenas um passar de 70 anos, mais ou menos, nessa Orbe para merecer a vida e o descanso eterno. Mais ainda, uma "oradas" e uns arrependimentos e penitencias que tudo estaria resolvido. Venderam-se muitas idas para céus e mandaram-se muita gente para o inferno. Até inventaram um anjo do mal: Lucifer. Façam o que eu mando. As escrituras determinam. Sucumbe a primeira leitura - não pelos fanáticos de plantão -são amontoados de escritas sem nexo, na base de 95 por cento do conto de estórias reinventadas e reconstruidas ora pelos judeus que continuam se matando por um punhado de areia, ora pelo que se conhece como berço da civilização da humanidade que adota um outro livro não tão menos escravizador e imponente. Estórias. Poucos sabiam ler, escrever, contar.Roubar, matar,escravizar,usurpar,tomar era e continua sendo a palavra de ordem da humanidade.Matou-se e se mata muito em nome de Deus. Todos querem ser os donos da verdade pois aí se torna mais fácil dominar, controlar, escravizar e enganar. Eu "to fora". Religião é invenção humana.É muito prepotencia acreditar que Deus vai ficar acudindo aqui e ali, fazendo isso e aquilo, ajudando uns, empurrando outros...perdendo tempo.Simplesmente criou o caminho. Quem quiser que siga. Senão...vai ter correr atrás.Não existe outra solução. Não esqueçamos que Deus é eterno e não tem pressa, nem conta para pagar e nem a sogra para incomodar. O analfabetismo ainda continua no Brasil, apesar dos esforços, que diriamos à 2 mil anos atrás. Sem fazer nada, só se arrependendo, o céu é o limite.Pergunto: Mas que diabo de deus é esse??? Um presidente americano manda incendiar com napalm um lugarejo dos vietcongs, porque eram comunistas e comprometiam a economia USA(vê se pode)será que basta se arrepender?Não tem que pagar? Claro.E vai.É a lei do retorno. Fez.Pagou. O mais dificil, para esse animal(ofensa ao animais)será ele conseguir entender que agiu erradamente e aí, querer reverter esse quadro. A misericordia divina entra aí. Nós como humanos, com absoluta certeza, somente aqueles muito, mas muito mesmo iluminados, perdoarão de coração essa "coisa" que incendiou criancinhas. Temo que ainda não aprendemos a perdoar.É dificil. Somente Deus(com D maiusculo perdoa).Então, dentro de nossas incumbências terrenas,somos incumbidos de zelar pelos nossos irmãos, praticar a caridade e respeitar ao próximo.Enfim amar. Só assim mereceremos o dom de prosseguir sem ressalvas no caminho da evolução. Não haverá fim, nem julgamento, nem apocalipse, nem nada, pois tudo acontece a cada instante, a cada minuto. Ou construimos o céu de todos ou não teremos sossego enquanto isso não acontecer. Nem dos tempos e nem do Universo. Somos eternos. Quanto ao inferno, ele existe, sim, é um estado da mente criado pelos seres que insistem em fazer as coisas ao contrário da proposta do criador, das leis e daqueles que estão aí, ao nosso redor para nos auxiliar, sob a forma de anjos, de santos, de demonios(coitados dos Exus, dos guardiões)que são considerados seres desprezíveis, pois quando a nossa consciência acordar para a verdade, ainda que pareça tarde, ainda sempre haverá uma esperança de transformar e de nos transformarmos. Nós construimos o nosso céu e o nosso inferno, e por isso, também somente nós é que temos a chave entrar ou para sair dele. Por isso, muitos ainda estão lá, no inferno, bilhões, talvez; quando ao céu, está vazio, pois quem se preze e realmente ame o criador, estará trabalhando, de uma forma ou de outra.

Juliesley disse...

Breno, tudo que vc falou é praticamente tudo que eu acredito. Porém, tudo isso tbm é o que as Testemunhas de Jeová ja falam há anos... segue um link para confirmar o que eu disse:

http://wol.jw.org/en/wol/d/r5/lp-t/2008802?q=geena&p=par

Anônimo disse...

Deus é amor e resolveu demonstrar esse amor salvando o homem (joão 3:16).Deus não ama o Diabo e o condenou ao tormento eterno (ap.20).Se o amor de Deus é a principal razao do homem não sofrer eternamente, então qual a seria a razão de o Diabo não ser, visto que Deus não ama?